Blog

Publicado em:26/06/2019

TOSSE

 Mamãe, vamos falar de um assunto que é motivo de várias idas ao pediatra, a tosse.

A tosse é um mecanismo de defesa promovida pelo sistema respiratório, e um sintoma de uma grande variedade de patologias pulmonares e extrapulmonares. O ato de tossir ajuda a eliminar, expelir secreções ou corpos estranhos presentes no organismo.

►A tosse envolve um arco reflexo complexo que se inicia com a estimulação dos receptores da tosse ao longo de todo epitélio respiratório, e respondem a diferentes estímulos: térmicos (mudanças de temperatura), irritativos (poeira, fumaça) e mecânicos (secreção, corpo estranho).

Durante a tosse, é gerado um fluxo de ar em alta velocidade, que varre toda a árvore traqueobrônquica. Isso é obtido por meio de uma inspiração profunda, seguida por fechamento das cordas vocais, glote e epiglote. Em seguida, há o relaxamento do diafragma, com contração dos músculos intercostais e abdominais. Ocorre, então, abertura súbita da glote, com expulsão do material presente em traqueia e brônquios.

A tosse é classificada em:

  • Aguda (até 3 semanas de duração)
  • Subaguda (entre 3 e 8 semanas)
  • Crônica (acima de 8 semanas)

Dra. Jack, quais os principais gatilhos?

As infecções respiratórias virais (exs. resfriados comuns da infância, rinite alérgica, asma), mudança climática (seco e frio), contato com pó, poeira domestica, fumaça do cigarro, etc.

Funções da tosse:

  • Eliminar bactérias, muco e material particulado que se depositam ao longo da traqueia e brônquios,
  • Evitar que o alimento penetre no aparelho respiratório,
  • Evitar a hiperdistensão das vias aéreas e, assim, prevenir sua ruptura.  

Como prevenir?                                                                     

  • Hidratação oral (aumentar a ingesta de líquidos).
  • Higiene e hidratação nasal.
  • Vacinação em dia de acordo com o calendário do Ministério da Saúde.
  • Evitar lugares aglomerados e fechados (shopping, igrejas, mercado, entre outros.)
  • Evitar o contato íntimo/próximo com pessoas resfriadas.
  • Limpeza das mãos com água e sabão.
  • Uso do álcool.
  • Evitar carpetes e cortinas. 

 ​Se meu filho estiver tossindo devo me preocupar?

Se os episódios forem curtos e isolados não há necessidade de auxílio médico, mas se a tosse vier acompanhada de outros sintomas, como febre alta, boca roxa, vômitos, falta de ar, mal-estar, chiado no peito e falta de apetite, é essencial levar a criança para uma avaliação medica.

Duração: até 14 dias a tosse é considerada comum, após esse período é necessário investigar a causa, pois pode ser algo mais grave.

Diagnóstico: é clínico, o pediatra avaliará as características da tosse, ritmo diário, época e condições de início, enfermidades, sinais e sintomas associados.

Tratamento

Por se tratar de um mecanismo natural de defesa, muitos especialistas não recomendam o uso de medicamentos para tosse visto que é um mecanismo fisiológico.

Porém, cada caso é um caso. Isso tudo vai depender do diagnóstico dado pelo médico, podendo ser indicado ou não o uso de medicamentos.

Dica

Fazer inalação com soro fisiológico, pelo menos uma vez por dia, ajuda a eliminar o catarro. A vaporização é outra ótima opção para umidificar as vias aéreas.

Você também pode colocar toalhas molhadas ou bacias com água no quarto das crianças, pois assim o ambiente fica mais úmido.

Não se esqueça de manter o ambiente sempre limpo, livre de poeira e fumaças, e abra as janelas para arejar a casa.

Com carinho,

Dra. Jack

Fontes:

Departamentos Científicos da Sociedade de Pediatria de São Paulo

Revista Crescer

PortalPed

Foto: Google